Professores trabalham atividade lúdica “Soletrando” com alunos do noturno na Escola Municipal Alto da Boa Vista

Professores trabalham atividade lúdica  “Soletrando” com alunos do noturno na Escola Municipal Alto da Boa Vista

A aplicação de atividades lúdicas nas escolas é bastante comum, se tornando uma maneira diferenciada dos educadores repassarem conteúdos aos alunos, com dinamismo e de forma menos cansativa. Com esse objetivo, professores e coordenadores da Escola Municipal Alto da Boa Vista colocaram em prática o projeto “Soletrando” envolvendo alunos do 6º ao 9º ano do período noturno visando o estudo ortográfico, definição e aplicação de palavras em frases e textos.

A professora e coordenadora do período noturno, Maria do Carmo, explicou o funcionamento do projeto. “As turmas do noturno são bastante heterogêneas, a maioria trabalham o dia todo, temos casos de alunos que estavam afastados da escola, diante de diversas particularidades resolvemos trabalhar esse projeto de sala em sala, depois reunimos os que mais se destacaram nas turmas para a competição inter-classe”, disse ela.

Questionada sobre os resultados ela respondeu: “os alunos ficaram mais motivados, procurando conhecer palavras novas e seus significados, valorizaram o uso do dicionário, todos deram importância à competição”. A professora ainda relatou que é preciso um olhar diferenciado com os alunos do noturno, tendo em vista as adversidades que muitos enfrentam, “nós professores, a gestão escolar, Secretaria de Educação e o poder público municipal, temos que manter sempre o apoio e compromisso com esses alunos, sabemos que o âmbito escolar é um espaço de transformação social, e isso vem ocorrendo com nossos alunos graças ao trabalho em conjunto e de cooperação”.

Dos participantes, três se classificaram para a final, disputando prêmios simbólicos de R$ 50,00 para o primeiro lugar, R$30,00 para o segundo e R$ 20,00 ao terceiro, oriundos de doações. Após várias rodadas, o vencedor foi o aluno Patrick Albuquerque do 8º ano, soletrando a palavra QUATROCENTOS, Maria Silene 6º ano faturou o segundo lugar e Chirley de Castro ficou na terceira colocação.

A professora de língua portuguesa, Vera Alves, esteve à frente de toda a organização do concurso em parceria com a professora Maria do Carmo. Representado a Secretaria de Educação e Cultura -SMEC, a professora Gizele Guirra foi convidada para ser jurada compondo a mesa com o psicólogo Diallin Moreira e com a psicopedagoga Tatiane Melo, ambos da Equipe Multiprofissional da SMEC. O diretor Nilson Marques e a vice Cristiane, fizeram questão de acompanhar o desempenho do projeto que, segundo os organizadores terá maior abrangência no ano 2018.

Acompanhe mais fotos desse evento em nossa página no Facebook, clique aqui.