Após denúncia Vigilância Sanitária, Agrodefesa e Secretaria do Meio Ambiente constatam poluição em córrego

Em 05/12/2013 uma ação conjunta da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Agrodefesa e Vigilância Sanitária vistoriaram um laticínio da região de Cocalzinho de Goiás, onde foram constatadas diversas irregularidades nos âmbitos ambientais, higiênicas e sanitários como: Poluição ambiental por dejetos de suinocultura no córrego Cocalzinho que integra a Bacia Platina, cujo sua nascente é em Cocalzinho de Goiás e abastece a região Sudeste do estado; abate clandestino de suínos, uso incorreto de equipamentos como, machados, maçaricos, guinchos de ferro, restos de carcaças de suínos caracterizando abatedouro.

O responsável pela Fazenda foi autuado pela Agrodefesa, as fiscais Leidiana Renata e Christiane Abadia ressaltam que a autuação serve de alerta para o cumprimento da Legislação Estadual de Defesa Sanitária do Estado de Goiás, além disso, foi notificado pela SEMMA (Secretaria Municipal do Meio Ambiente) pois na fazenda ainda foram descobertos a queima de madeiras do Cerrado de forma irregular. Segundo o Secretário José Francisco o proprietário terá 30 (trinta) dias para que efetue as correções apontadas pelos fiscais, caso isto não ocorra será acionado os Órgãos Estaduais e Federais para intercederem diante do problema.

Outras Postagens

©2021 - Prefeitura de Cocalzinho de Goiás. Todos os direitos reservados.