.

.

.

VIII Conferência Municipal de Assistência Social: “Consolidação do Suas de vez, rumo a 2026. O Suas que temos e o Suas que queremos”

A Secretaria de Ação e Desenvolvimento Social de Cocalzinho, em parceria com o Conselho Municipal de Assistência Social, realizou na última quarta feira (04) a VIII Conferência Municipal de Assistência Social que teve como tema “Consolidar o Sistema Único de Assistência Social – SUAS de vez, rumo a 2026. O SUAS que temos e o SUAS que queremos”. A Conferência foi realizada no Salão da Igreja Assembleia de Deus – Ministério de Anápolis e contou com a participação dos representantes de entidades, educadores, profissionais assistência social, saúde, autoridades políticas e população em geral.

No evento, os participantes discutiram o “Pacto Republicano no SUAS rumo a 2026: o objetivo principal foi analisar propor e deliberar, com base na avaliação local, as diretrizes para a gestão e financiamento do Sistema Único de Assistência Social, reconhecendo a corresponsabilidade de cada ente federado, eleger delegados para a Conferência Estadual de Assistência Social.

As discussões que ocorreram durante o evento, vão projetar o direcionamento das políticas sociais para os próximos 10 anos. Para a construção de diretrizes para o Plano Decenal 2016-2026, devemos nos guiar por uma visão de futuro e partir da reflexão acerca dos acertos e superações que as conferências anteriores e a experiência de implementação do SUAS nos proporcionaram.

As propostas discutidas foram aprovadas em plenária. Ao final do evento foram eleitos, dois delegados que encaminharão as propostas para Conferência Estadual.

A grande importância desta Conferência é que ela passará por todos os princípios fundamentais da assistência social, sob a ótica do controle social. A discussão plena do SUAS no aspecto público, universal, republicano e federativo. Um SUAS para quem dele precise, uma visão mais democrática na construção da cidadania, refletindo os princípios fundamentais da Constituição Federal que regem a assistência social no que se refere à dignidade da pessoa humana.